É, a vida é tão engraçada as vezes, ou tem um senso de humor um tanto quanto ácido tantas outras ... Eu que sempre falo de amor, que vivo a espera do meu "não-conto de fadas" estava distraída um dia desses ajudando no restaurante da família, se não me engano era um sábado. dia de feijoada e a casa estava cheia, estava meio louca, tendo que atender os clientes que estavam no estabelecimento e o telefone que não parava de tocar, quando atendo um rapaz e pergunto de forma cortes:
- O senhor precisa de mais alguma coisa?
e com um sorriso bobo no rosto ele respondeu 
- Senhor? Quantos anos você acha que eu tenho moça? 
Fiquei um pouco sem graça, porque a gente que trabalha com público tem mania de chamar todo mundo de Sr. ou Sra, mas me vi respondendo de imediato
- Acho que uns 28 anos no máximo 
Ele abriu o maior sorriso do mundo e respondeu:
- Olha, você acertou em cheio! Sendo assim não precisa me chamar de Sr. estou bem novo pra essas formalidades...
E nessas eu fiquei conversando com o rapaz por um bom tempo e o amigo que estava junto também começou a participar da conversa e tivemos um momento de descontração muito legal. 

De repente ele começou a frequentar o restaurante quase que diariamente. 

Eu num "surto" de independência decidi que não desceria mais pro restaurante e começaria a cuidar de criança em casa (já que sou apaixonada pelos pequenos humanos e um dia ainda pretendo me formar pedagoga) e nessas comecei a frequentar o restaurante apenas aos sábados, mas por dois finais de semana fiquei afastada porque tinha muita coisa pra fazer em casa e ainda estava doente. [sou mega sortuda sim] Vida que segue. 

Quando um dia na semana minha mãe vem mais cedo pra casa e me conta que o rapaz da conversa de outro dia estava sempre por lá e que já tinha perguntado por mim várias vezes e que havia ainda tentado descobrir se eu namorava ou alguma coisa do tipo...

RESUMINDO... Estamos saindo já tem duas semanas e ontem ele veio em casa (teoricamente conhecer meus pais). Ontem conversando com a minha melhor amiga, comentei com ela o quanto estou feliz e surpresa por algo assim ter acontecido tão inesperadamente e de forma tão espontânea... É aquele ditado "quanto tem que ser, acontece" e você nem precisa se esforçar tanto ou criar mil planos na sua cabeça... As coisas vão acontecendo normalmente e em alguns momentos eu me sinto muito próxima dele, mesmo não o conhecendo totalmente ou há tanto tempo. 

Ainda não estamos namorando, estamos nos conhecendo aos poucos, até agora gostei de tudo que vi e me sinto um tanto quanto ESBABACADA (boba, besta, boboca ou qualquer outro sinônimo) por algo tão ocasional estar dando certo e caminhando pra algo a mais.
Então, se você anda um pouco desmotivado ou achando que nada de novo acontece com a sua vida, vai dar uma volta, dá uma pausa nas séries, com a Netflix e vai respirar um pouco de ar fresco, quem sabe numa dessas o inesperado não acontece com você também?







Deixe um comentário

Tecnologia do Blogger.