Escolhi esse livro, porque ele é um dos meus livros favoritos do Nicholas Sparks, um dos meus autores favoritos, mesmo eu tendo uma relação de amor e ódio com os livros dele HAHAHAHA 
Quando vi o tema do mês e logo pensei em reler este livro... Sendo assim espero que vocês curtam a resenha e comentem aqui embaixo o que acharam... 


Escolhi a capa original, porque não curto capa com foto promocional do filme. 

Livro - Querido John
Título Original - Dear John 
Autor (a): Nicholas Sparks 
Páginas: 263
Tipo de capa: Brochura
Gênero: Romance, Literatura estrageira
Idioma: Inglês 

Sinopse Oficial.
Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

Opinião da Pri.
O que dizer desse livro que quanto mais leio mais considero pakas? 
Gente, eu tive uma fase "Nicholas Sparks" muito forte na minha vida, não podia ver nenhum livro dele sendo lançado que precisava desesperadamente ler/comprar, não sei como sobrevivi a esse período {já que os livros do Nicholas são muuuuuito dramaticos e quase todos na mesma fórmula e escrita} - MAS EU SOBREVIVI - e de todos os livros dele esse é meu favorito. 
Todo mundo que conhece um pouco sobre livros e cinema sabe que a maioria dos livros do Nicholas já foram adaptados em algum momento para o cinema, já que no EUA os livros são vistos como "novelas" de romance e muito rentáveis pra adaptações de pequeno orçamento... Sendo assim você pode tanto ter lido como ter visto o filme, mas já adianto os finais são diferentes! 

Amei a escolha de atores pra interpretar John e Savannah nos cinemas! 

Como de costume vou ressaltar todos os meus pontos favoritos e depois alguma coisa que posso não ter curtido tanto... 
Primeira coisa que normalmente eu gosto muito dos livros do Nicholas e com esse não poderia ser diferente, é a construção dos personagens, a maioria das histórias traz personagens fortes ou que precisam ser muito fortes pra viver a situação em que são colocados pela vida, então, minha paixão pelo John Tyree foi quase que instantânea, seja pela simplicidade que ele transmite, seja pelo jeito taciturno de ser ou pelo fato de mesmo sendo calado ele consegui demonstrar o que ele sente, me cativou muito! 
"Achei qualidades em mim. Lá no fundo, bem lá no fundo. Aonde poucos têm paciência de chegar, ou enxergar."
Segunda coisa que simplesmente amei, o fato da história mostrar que um relacionamento ou um amor não depende de tempo pra ser vivido/sentido, John e Savannah se conhecem de forma inesperada e dentro de uma semana eles vivem coisas incríveis e descobrem um sentimento muito puro e verdadeiro! Mesmo depois quando John se mantem distante devido ao alistamento para o exército, eles começam a trocar cartas e essas cartas possuem um significado tão grande para o John que simplesmente não tem como amar esse homem e relação de amor e adoração que ele tem por Savannah e o que eles conseguiram construir em tão pouco tempo.
"O que é verdadeiro volta? Não. O que é verdadeiro não vai. O que é verdadeiro, permanece."
Terceiro ponto que amei, o livro conseguiu me prender do começo ao fim, coisa que com os livros do Nicholas nem sempre é possível, já que os livros são sempre muito dramáticos e começam a deixar a leitura cansativa demais. Esse livro é diferente, a narração dele (é em primeira pessoa, na visão do John) consegue nos trazer pra dentro da história de maneira muito simples e acaba marcando a gente igualmente ao personagem... Do nada você se vê dentro da história e tentando entender as aflições do John e vivendo os sentimentos dele. 
"A vida não é justa. Mas também aprendi que é possível seguir em frente, não importa quanto pareça impossível. […] Quero que você saiba que sempre será parte de mim [...]"
Agora os pontos que não gostei, na verdade foi apenas um: QUE PORRA DE FINAL FOI ESSE? NICHOLAS TU TÁ FAZENDO UM JOGO COMIGO NÉ VIADO? Gente, fiquei muito brava com o final do livro e prefiro mil vezes o final do filme, achei bem mais digno da história de amor deles John e Savannah. Inclusive, Savannah eu gostava tanto de você, mas no final consegui te xingar mais do que humanamente é possível, soltei um "VACAAAAAAAA" tão grande que acho que até os vizinhos conseguiram ouvir...   
"Só não se esqueça, que eu lutei mesmo sem forças. Que eu sorri mesmo sem motivo e que eu te amei, mesmo que você não tenha me amado de volta."



P.S.: Tanto o filme quanto livro tem as frases mais poéticas e românticas meu povo, é muita sofrência em forma de filme/livro. Sendo assim esse também é um dos motivos de amor eterno por essa história.

Bem galera, é isso.
Seja o filme ou livro, espero que vocês consigam ver/ler e vocês possam apreciar o mesmo tanto que eu ou mais.








É, a vida é tão engraçada as vezes, ou tem um senso de humor um tanto quanto ácido tantas outras ... Eu que sempre falo de amor, que vivo a espera do meu "não-conto de fadas" estava distraída um dia desses ajudando no restaurante da família, se não me engano era um sábado. dia de feijoada e a casa estava cheia, estava meio louca, tendo que atender os clientes que estavam no estabelecimento e o telefone que não parava de tocar, quando atendo um rapaz e pergunto de forma cortes:
- O senhor precisa de mais alguma coisa?
e com um sorriso bobo no rosto ele respondeu 
- Senhor? Quantos anos você acha que eu tenho moça? 
Fiquei um pouco sem graça, porque a gente que trabalha com público tem mania de chamar todo mundo de Sr. ou Sra, mas me vi respondendo de imediato
- Acho que uns 28 anos no máximo 
Ele abriu o maior sorriso do mundo e respondeu:
- Olha, você acertou em cheio! Sendo assim não precisa me chamar de Sr. estou bem novo pra essas formalidades...
E nessas eu fiquei conversando com o rapaz por um bom tempo e o amigo que estava junto também começou a participar da conversa e tivemos um momento de descontração muito legal. 

De repente ele começou a frequentar o restaurante quase que diariamente. 

Eu num "surto" de independência decidi que não desceria mais pro restaurante e começaria a cuidar de criança em casa (já que sou apaixonada pelos pequenos humanos e um dia ainda pretendo me formar pedagoga) e nessas comecei a frequentar o restaurante apenas aos sábados, mas por dois finais de semana fiquei afastada porque tinha muita coisa pra fazer em casa e ainda estava doente. [sou mega sortuda sim] Vida que segue. 

Quando um dia na semana minha mãe vem mais cedo pra casa e me conta que o rapaz da conversa de outro dia estava sempre por lá e que já tinha perguntado por mim várias vezes e que havia ainda tentado descobrir se eu namorava ou alguma coisa do tipo...

RESUMINDO... Estamos saindo já tem duas semanas e ontem ele veio em casa (teoricamente conhecer meus pais). Ontem conversando com a minha melhor amiga, comentei com ela o quanto estou feliz e surpresa por algo assim ter acontecido tão inesperadamente e de forma tão espontânea... É aquele ditado "quanto tem que ser, acontece" e você nem precisa se esforçar tanto ou criar mil planos na sua cabeça... As coisas vão acontecendo normalmente e em alguns momentos eu me sinto muito próxima dele, mesmo não o conhecendo totalmente ou há tanto tempo. 

Ainda não estamos namorando, estamos nos conhecendo aos poucos, até agora gostei de tudo que vi e me sinto um tanto quanto ESBABACADA (boba, besta, boboca ou qualquer outro sinônimo) por algo tão ocasional estar dando certo e caminhando pra algo a mais.
Então, se você anda um pouco desmotivado ou achando que nada de novo acontece com a sua vida, vai dar uma volta, dá uma pausa nas séries, com a Netflix e vai respirar um pouco de ar fresco, quem sabe numa dessas o inesperado não acontece com você também?







Tecnologia do Blogger.