Título: Trono de vidro
Título Original: Throne of Glass
Autor (a): Sarah J. Maas
Páginas: 388
Tipo de capa: Brochura
Gênero: Aventura/ Fantasia
Ano: 2014

Sinopse 
Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, uma jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.

Opinião da Pri
Confesso que no começo foi meio difícil acompanhar o livro porque o ritmo dele é meio frenético, as vezes tem informação demais pra você processar e as vezes ele fica um pouco mais lento e demora um pouco pra ser desenvolvido, você demora um pouco pra entender algumas ligações entre alguns personagens secundários também, mas quando pega mais intimidade com ambientação do livro você segue a leitura fluidamente sem mais delongas. 
Apesar de achar o ritmo um pouco irregular, confesso que fiquei extremamente chateada quando precisei fechar o livro e viver minha vida fazendo coisas normais como dormir e comer, porque a história é realmente muito incrível, a autora conseguiu criar um universo de fantasia totalmente fascinante aos meus olhos, tanto que escrevo essa resenha agora momentos após acabar a leitura e já estou com os dedos coçando pra agarrar a sequência e esquecer do mundo ao meu redor até terminar o segundo livro. {alguém me ajuda, preciso dormir}
Uma coisa que não chegou a me incomodar de fato, mas que me deixou meio cismada é a necessidade da autora em criar nomes tão difíceis de ser pronunciando, sério cara, ela merece uma nota 10 por esses nomes porque nunca na galáxia eu cheguei a sequer pensar em nomes como: Nehemia/ Celaena. {AHSUAHUSHA tive uma crise de riso tentando pronunciar esses nomes}
Agora precisamos falar sobre Celaena Sardothien
Viado, o que dizer dessa protagonista que mal conheço e já considero pakas? Cara, no começo eu não coloquei muita fé nessa mulher não, porque sempre lia ela se gabando dizendo que era a tal, a mais foda da porra toda e o escambal, mas via muito pouco ação de verdade, até que os treinos e as provas da competição da narração principal começarem e eu fiquei: "Carai, não é que ela manda bem mesmo?"  Fora ela ser a super assassina "pikadagaláxia" ela é super sarcástica e tem um ótimo sendo de humor. Acho que o mais encantador nela é toda a extravagância e originalidade que a personagem demonstra ao decorrer da história... 
Claro que existe algumas falhas na personagem e que ela não é 100% perfeita, (quem é) mas mesmo nos momentos que ela me irritava com toda a arrogância de se achar a melhor ou as vezes mais preocupada com a aparência dela do que com as provas que enfrentaria, gostei muito do espirito da Calaena, ela tem um que de mistério em volta da sua história (antes de se tornar assassina) e busca desesperadamente por liberdade e isso me cativou muito... (queria desenvolver meu pensamento de uma forma mais ampla, mas quero polpar vocês de spoilers, okay?Okay!) No mais, tentem não julga-lá logo de cara como eu fiz, me atrevo a dizer que ela ocupa o meu top 5 de melhores protagonistas femininas. 
Obviamente o livro possuí outros personagens interessantes e que possuem grande importância na narrativa, então prestem bastante atenção no Príncipe Dorian e no Capitão Chaol, eles são maravilhosos em suas peculiaridades e prometem grandes feitos na sequência da história. 
Agora finalizo essa resenha com algumas citações do livro e espero que vocês apreciem a leitura o mesmo tanto que eu. Bye! 

Coisa linda de Deus! *O*

"Todos carregamos cicatrizes, Dorian. As minhas são apenas mais visíveis que as da maioria."
"Bibliotecas estão cheias de ideias, talvez seja a mais perigosa e poderosas de todas armas." 
"Os nomes não são importantes. É o que está dentro de você que importa." 




Deixe um comentário

Tecnologia do Blogger.